Secretaria de Saúde de Araranguá adquire R$ 63 mil em medicamentos

Fundo recebeu recursos federais e município deixa para o início de 2017 remédios necessários para a população na Farmácia Básica Municipal e UBSs

Foto: divulgação
- PUBLICIDADE -

A Prefeitura de Araranguá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, efetuou a compra de medicamentos para a Farmácia Básica Municipal e Unidades Básicas de saúde (UBSs). Foram comprados R$ 50 mil de remédios, oriundos de recursos em atraso do Governo Federal, mais R$ 13 mil de sobra de quantia repassada pelo Governo do Estado. Na metade deste mês de dezembro, foram comprados R$ 30 mil de remédios de duas parcelas pagas do governo estadual. A sobra foi acrescentada aos valore recebidos para o abastecimento dos medicamentos.

“Esses medicamentos são os controlados da Farmácia Básica que já estavam em falta e que nós vamos conseguir deixar praticamente o depósito da farmácia completo. Já na segunda-feira (dia 2) todos os medicamentos necessários para a dispensação para a população estarão disponíveis. Quando assumimos não tínhamos medicamentos na farmácia, mas tínhamos dinheiro na conta. Como o orçamento demora para abrir não tínhamos como comprar imediatamente e abastecê-la. O que nós estamos fazendo é um pouco diferente. Vai ter um pouco de dinheiro na conta e ainda assim ter a disposição o medicamento na farmácia básica e nas Unidades de Saúde”, afirma a secretária municipal de Saúde, Rosane Kochhann, ao lembrar do compromisso assumido pelo município em relação aos recursos que entrassem e seriam repassados diretamente para o fornecimento de medicamentos.

- PUBLICIDADE -

A secretária ressalta ainda que apesar dos desafios, o município em muitos casos precisou arcar com recursos próprios, o que era de competência de outros órgãos para continuar assistindo à Atenção Básica. “O Governo do Estado de Canta Catarina deve ao município quatro parcelas de assistência farmacêutica e que obrigatoriamente deverá pagar em 2017. Mas dentro das nossas propostas, da nossa economia, e dos recursos do município, fizemos investimentos na assistência farmacêutica independente do Estado ter passado todos os valores. Com isso praticamente tudo o que foi fornecido e trabalhado no ano de 2016 cumprimos com os nossos compromissos”, destaca a secretária.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Jéssica Pereira
Em: Araranguá

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.