- PUBLICIDADE -

Os olhos não desviam por nenhum segundo. Atentos, eles absorvem cada ensinamento repassado pelos técnicos da Cooperativa Energética Cocal (Coopercocal). A atenção fica ainda maior quando os pequenos fantoches entram em cena e reproduzem, frente a uma cortina vermelha, os cuidados que cada um deve ter quando o assunto é economia de energia.

A apresentação faz parte do projeto Coopercocal nas Escolas e percorre as instituições de ensino da cidade sede, de Urussanga e do bairro São Simão, em Criciúma. A palestra leva o tema “Conscientizando o Cidadão para o Futuro”, enquanto o teatro de fantoches é intitulado “Economia de Energia”.

- PUBLICIDADE -

A iniciativa surgiu no início de 2016, após a realização do Coopercocal nas Comunidades, que durante três anos levou a importância do uso racional de energia aos bairros. Na busca por ampliar ainda mais o raio de atuação, conforme a coordenadora do projeto, Elisete Fritzen, o Coopercocal nas Escolas foi criado e incluído no Programa de Eficiência Energética (PEE). “As crianças são multiplicadoras. Elas levam os ensinamentos para as famílias, assim atingimos um número maior de pessoas”, enfatiza.

Até o final do ano, o projeto deve chegar a cerca de 2,3 mil crianças de quatro a 11 anos de 19 escolas estaduais, municipais, particulares e creches. Além da palestra e do teatro de fantoches, os alunos ainda recebem kits educativos e tem contato com Benjamin, o mascote da cooperativa.

As apresentações seguem até outubro, já que em novembro, uma nova ação será desencadeada. “Iremos fazer um grande concurso de desenho, para crianças de sete e oito anos, e de redação, para aqueles que têm de nove a onze anos, sempre visando o tema economia de energia”, fala Elisete.

O aluno vencedor ganhará um prêmio e dará oportunidade da escola também ser condecorada de acordo com a necessidade.

A Coopercocal possui hoje cerca de 12 mil sócios e área de atuação que abrange nove cidades: Cocal do Sul, Criciúma, Urussanga, Morro da Fumaça, Pedras Grandes, Lauro Muller, Siderópolis, Orleans e Treviso.

O presidente da cooperativa, Altair Lorival Melo, destaca a natureza como a principal beneficiada pela economia de energia. “Nossa intenção não é incentivar o uso correto somente pelo custo financeiro, mas também pelos benefícios ao nosso planeta. Nestes eventos realizados nas escolas, percebemos que as crianças se mostram interessadas e cobram dos familiares em casa”, pontua.

A interação dos pequenos durante a apresentação é outra coisa que chama atenção de Melo. “Eles são sinceros. Participam, trazem exemplos de casa. Estas e outras coisas nos fazem ver que os nossos objetivos estão sendo alcançados”, fala.

Melo enfatiza também que diversos fatores justificam a implantação do projeto. “Grande parte da energia consumida no país vem de fontes renováveis. Precisamos motivar o uso consciente nos mais jovens para que eles fomentem estes ensinamentos”, completa.

Atingindo crianças e adultos

Palestra alerta para o uso consciente da energia elétrica. Foto: Marciano Bortolin/DNSul
Palestra alerta para o uso consciente da energia elétrica. Foto: Marciano Bortolin/DNSul

Mas não são sós as crianças que têm a atenção atraída pela atração. A diretora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Cocal do Sul, Rosiclei Prior Viola deixou o trabalho diário um pouco de lado para prestar atenção nas dicas dos profissionais da cooperativa durante a apresentação realizada na instituição.

Ela lembra que a presença da Coopercocal na escola reforça o trabalho de conscientização que já é feito pelos professores. “Eles trazem tudo de forma lúdica e isso ajuda os nossos alunos a entenderem melhor. Tentamos passar esta consciência para eles. Explicamos sobre a importância de apagar a luz de um ambiente que não está sendo usado, e aos poucos eles vão aprendendo e colocando em prática”, diz.

Meses de estudo

Estudantes interagem constantemente durante a apresentação. Foto: Marciano Bortolin/DNSul
Estudantes interagem constantemente durante a apresentação. Foto: Marciano Bortolin/DNSul

O projeto foi enviado para a aprovação na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ainda em fevereiro. “Após o sinal positivo nos reunimos com as escolas para firmar a parceria”, lembra Elisete. Lançado oficialmente em agosto, as apresentações, que acontecem pela manhã e à tarde, tiveram início em setembro.

 

 

Programação do projeto Coopercocal nas Escolas:

27/09/2016 (terça-feira) – Escola Municipal Núcleo Rio Caeté/ Instituição de Educação Infantil Municipal Rio Caeté , em Urussanga

28/09/2016 (quarta-feira) – Escola Ensino Fundamental Lucas Bez Batti/Instituição de Educação Infantil municipal Santana, em Urussanga

30/09/2016 (sexta-feira) – Escola de Ensino Fundamental Quintanilha De Andrade/Instituição de Educação Infantil Municipal de RIO AMERICA, em Urussanga

04/10/2016 (terça-feira) – Escola E.B. Demétrio Bettiol, em Cocal do Sul

05/10/2016 (quarta-feira) – Escola E.B.Demétrio Bettiol, em Cocal do Sul

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Cocal do Sul

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.