Içara realizará mobilização contra Dengue no Dia de Finados

- PUBLICIDADE -

Içara

A próxima quarta-feira, 2, será de mobilização para os agentes de combate às endemias e Estratégias Saúde da Família de Içara, que estarão realizando orientações sobre prevenção da proliferação do mosquito Aedes aegypti. A ação ocorrerá no Cemitério Municipal do bairro Primeiro de Maio, Terceira Linha, Esperança, Vila Nova e Boa Vista.

- PUBLICIDADE -

Na oportunidade serão distribuídos folders com informações sobre o assunto, onde junto será explicada a Lei Municipal Nº 3885 – de 03 de agosto de 2016, que proíbe o uso de vasos que não possam escoar água de seu interior. A lei autoriza os funcionários dos cemitérios a descartar os vasos de plantas que possuam água acumulada, para evitar a proliferação.

“Tal ação foi pensada em função destes locais, principalmente no mês de finados, serem pontos de grande acúmulo de água, devido a quantidade de vasos de flores levados pela população”, colocou a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Laura Maté. Ainda segundo ela, os cemitérios são considerados pontos estratégicos, por serem locais que propiciam a proliferação do mosquito, visto que uma pequena quantidade de água é suficiente para colocação de ovos.

Manutenção é efetuada nos cemitérios

Ainda para o Dia de Finados, a Prefeitura de Içara realizou manutenções nos cemitérios da cidade. Na oportunidade, placas também foram instaladas para alertar os munícipes sobre o perigo da dengue. “Esta é uma data onde milhares de pessoas passam pelos locais, por isso, realizamos um intenso trabalho de limpeza e manutenção para que tudo esteja da melhor forma”, pontuou a secretaria de administração, Dóris Iolanda dos Santos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Jéssica Pereira
Em: Içara

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.