Centro Cultural Jorge Zanatta passará por perícia

- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

O Juiz da 4ª Vara Federal de Criciúma, Paulo Vieira Aveline determinou nesta segunda-feira, 19, que o Centro Cultural Jorge Zanatta passe por exame pericial.

- PUBLICIDADE -

A decisão foi dada do pedido de tutela de urgência antecipada que tem como objetivo o imediato início das obras emergenciais de restauração do imóvel localizado na Rua Coronel Pedro Benedet, no Centro de Criciúma.

No despacho o magistrado intitula o estado de conservação do imóvel como “lamentável”. “Ou melhor dizendo, de degradação física e estrutural, como o próprio Município réu reconhece do Centro Cultural Jorge Zanatta, que está sob ameaça mesmo de ruína, como se pode verificar inclusive pelas fotografias acostadas aos autos com a petição com a petição inicial. “Trata-se de imóvel tombado pelo Municipio réu, por meio do decreto nº 940/AS/2007, por seu reconhecido valor histórico e cultural para a comunidade criciumense”, descreve o texto.

Ontem à tarde, o presidente da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Júlio Lopes revelou ainda não ter sido notificado sobre a decisão.

 Construído na década de 1940, o Centro Cultural já passou por diversas reformas. Para uma revitalização, a FCC buscou parceria através de um acordo de colaboração técnica com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), com a Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc).

Porém, para a reforma total, entende o Juiz, é preciso que se tenha conhecimento sobre o real estado do local. “Entendo não ser possível determinar liminarmente que qualquer dos réus dê início a obras de recuperação, sem que se tenha razoável conhecimento técnico acerca de estado do imóvel, das obras minimamente necessárias para, em caráter emergencial, evitar as ruínas ou que os danos já existentes se agravem, bem como o custo de qualquer intervenção”, fala.

Aveline deu prazo de cinco dias para que as partes possam nomear técnicos para acompanhar a perícia.

Conselho de Cultural cria comissão especial

Situação do imóvel preocupa integrantes do Conselho Municipal de Cultura. Foto: Camila Marini
Situação do imóvel preocupa integrantes do Conselho Municipal de Cultura. Foto: Camila Marini

Há cerca de um mês, o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma (Comccri) criou uma comissão especial para acompanhar a situação do Centro Cultural Jorge Zanatta.

O presidente, Maxwell Flores destaca que mesmo antes da comissão, os membros do conselho já vinham acompanhando a situação durante as reuniões mensais. “Sabemos que ele não é do município, mas lá deve estar concentrada a cultura criciumense. É preciso ações efetivas para que o local seja restaurado”, diz.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.