- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Diretor Executivo de Futebol do Criciúma, Paulo Pelaipe, não garante a permanência no Criciúma para a temporada 2017. Se mostrando desconfortável após as demissões realizadas na Comissão Técnica, Pelaipe disse que informará a decisão sobre o futuro na quarta-feira.

Em contato com a reportagem do Diário de Noticias, ele garantiu não ter nada para comentar sobre os desligamentos. “As demissões foram feitas exclusivamente pelo técnico Roberto Cavalo. Ele é o responsável”, disse. A relação entre os dois estaria estremecida. Perguntado se havia conversado com Cavalo após o ocorrido, Pelaipe foi taxativo. “Não e nem quero”, enfatizou o Diretor. “Na quarta-feira vocês vão ficar sabendo o que vai acontecer”, finalizou o executivo.

Demissões são confirmadas

O ex-auxiliar técnico, Grizzo, explicou como ficou sabendo da situação. “Recebi uma ligação do Cavalo dizendo que estou demitido e que era para passar hoje com a minha documentação. Achei estranho, principalmente vindo de um companheiro de anos”, comentou em entrevista para a rádio Difusora na manhã de ontem.

Durante a tarde, ele afirmou que não esteve no estádio Heriberto Hülse. “Não fui ao estádio, chego amanhã na cidade. Só liguei lá e me disseram que amanhã (hoje) tem uma reunião marcada. Amanhã (hoje) devo ter maiores detalhes”, reforçou Grizzo.

Além de Grizzo, também foram demitidos o auxiliar da preparação física, Gaetano Lupatini, o massagista Marcelo Silva – o Marcelinho – e o auxiliar José Leão. O preparador físico William Hauptman ficará no clube sem redução de salários, assim como o treinador de goleiros, Mauricio Dacoregio.

O técnico Roberto Cavalo vai repor a vaga de auxiliar técnico com apenas um profissional e tem duas opções. Eles já trabalharam com o treinador em outros clubes. Grizzo e José Leão – que substituiu Cavalinho, no meio do ano – não tinham uma boa relação.

Contratações em nível de titularidade

Ainda tentando renovar contrato com Ricardinho, Caíque Valdívia, Roberto, Nathan e Niltinho, o Criciúma deve contratar de quatro a cinco jogadores. A partir da renovação ou não destes jogadores, o clube vai ao mercado. Serão contratados jogadores em nível de titularidade, para buscar o título Catarinense.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.