- PUBLICIDADE -

O lateral esquerdo Marlon vive dias felizes. Ele foi lembrado novamente pelo técnico Rogério Micale, na seleção sub-20, foi elogiado pelo comandante da equipe nacional principal e tem oportunidade de voltar ao time titular do Criciúma. “Estou muito contente, primeiramente, pela convocação para a seleção, mas uma vez a comissão técnica de lá está reconhecendo o meu trabalho e estou feliz com isso. Quanto ao clube, a oportunidade chegou para um grande jogo. O Niltinho vem representando muito bem nas oportunidades que vem tendo e cabe a mim suprir a falta dele com qualidade”, disse.

O elogio de Tite, revelado em uma entrevista do técnico ao canal ESPN, também é momento de felicidade do jogador. “Fico muito contente. Foi um momento bem oportuno, onde todos atletas tinham que expor o que achavam da seleção. Do fundo do meu coração, eu expus o que eu achava e fico muito feliz pelo Tite ter reconhecido”, contou.

- PUBLICIDADE -

Fora de campo, Marlon e Niltinho tem uma relação muito próxima e garante que a disputa entre eles é sadia. “O Niltinho é um cara muito engraçado. Todos os jogadores têm sonhos, mas o nosso objetivo é vencer em conjunto. Ele é um cara muito extrovertido, alegre e brincalhão. É um cara muito do bem e a disputa é sadia. Claro que não estou contente por não estar jogando, mas, tanto ele quanto eu, vamos dar o melhor para poder atuar”, enfatizou o lateral.

O atleta acredita que faltava ao Criciúma uma boa sequência de vitórias para embalar na competição. “No momento, a gente conseguiu isso. Vai ser um jogo muito difícil contra o Bahia, um adversário que também está numa crescente na competição. A gente espera trazer a vitória, mas se não der o que importa é pontuar”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Tiago Monte

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.