Identificação das digitais de vítimas é prioridade em Medellín

Conforme Júlio Bitelli, embaixador do Brasil na Colômbia, o objetivo é, ainda nesta quarta-feira, 30, encerrar o procedimento

Foto: Reprodução/DN
- PUBLICIDADE -

Medellín

Após a tragédia que vitimou a delegação da Chapecoense que ia a Medellín, a prioridade agora é para a liberação dos 71 corpos. Conforme Júlio Bitelli, embaixador do Brasil na Colômbia, o objetivo é, ainda nesta quarta-feira, 30, encerrar o procedimento de identificação das digitais para que a liberação dos corpos.

- PUBLICIDADE -

Em seguida, os corpos deverão ser embalsamados para o transporte ao Brasil e os certificados de óbito serão emitidos. Dois aviões da Força Aérea Brasileira, que estão em Manaus, deverão trazer as vítimas ao Brasil. Uma aeronave pousou na noite de ontem na Colômbia com médicos e técnicos para auxiliar na liberação, bem como membros do Itamaraty.

Por enquanto, apenas familiares de um tripulante boliviano pousou na Colômbia. O Ministro das Relações Exteriores, José Serra, deve chegar durante a tarde desta quarta-feira em Medellín.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Medellín

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.