Goleada para retomar a confiança do Tigre

Em noite de gala, Criciúma atropela o Oeste, faz quatro a zero, e devolve a tranquilidade para a torcida carvoeira

- PUBLICIDADE -

CRICIÚMA

O clima tenso que antecedeu a partida de ontem deu lugar ao alivio entre torcida, jogadores, comissão técnica e diretoria do Tricolor Carvoeiro. Uma faixa com a frase: “Joguem por amor ou terror” foi aberta pela torcida “Os Tigres” antes da bola rolar. Os protestos foram trocados por aplausos ao final da goleada do Criciúma por 4 a 0 contra o Oeste. Com grandes atuações de Roberto e Douglas Dodi, o Tigre não tomou conhecimento do time do interior paulista. Antes da bola rolar, Roberto, posicionado próximo à torcida, foi vaiado. Como ironia do destino, ele brilhou durante o jogo.

- PUBLICIDADE -

O próprio time do Criciúma se encarregou de acalmar a torcida. Com um estilo bem particular de jogar, o Oeste retinha a bola e tocava lateralmente em uma proposta que usa como referência o “tiki-taka” do Barcelona ou dos times treinados por Pep Guardiola. Porém, a categoria dos jogadores e os treinos não são os mesmos e em uma dessas trocas de passes, o goleiro Felipe Alves errou e entregou a bola para Douglas Dodi.O meia marcou um golaço ao encobrir o camisa 1 do Oeste. 1 a 0 para o Criciúma e mais calma nas arquibancadas. “Com certeza foi o gol mais bonito da minha carreira. Conversamos na palestra sobre esse toque de bola deles e fui feliz na conclusão”, disse Dodi após o jogo.

O Tigre marcava atrás da linha do meio campo quando estava sem a bola e procurava o contra-ataque em virtude da forma como Oeste se postava em campo. Aos 19 minutos, no contra-ataque, Jheimy tocou para Roberto que arrancou da intermediária, invadiu a área, deslocou o goleiro, mas a bola pegou na trave, caprichosamente, e saiu.

Aos 36 minutos, Roberto puxou contra-ataque pela esquerda e finalizou para o gol, mas sem direção. Jheimy ainda evitou que a bola saísse e cruzou rasteiro, mas a zaga tirou. Nos acréscimos, Roberto arrancou pelo meio, invadiu a área e chutou fraco para a defesa de Felipe Rodrigues. Luiz, goleiro do Criciúma, foi um mero espectador no primeiro tempo.

Criciuma_Oeste_Foto_Deivid_Apolinario_DN 2 - pag 21-min

Logo no primeiro minuto da etapa final, Niltinho derrubou Marquinho pela direita de ataque. Na cobrança, Pedro Carmona bateu e Luiz pegou. Aos 3 minutos, Caíque Valdivia roubou a bola pelo meio, conduziu e tocou para Jheimy na direita, ele chutou cruzado, mas Roberto não alcançou. O Criciúma seguia bem na partida. Aos 9 minutos, Crysan entrou pela esquerda e chutou, Diego Giaretta colocou pela linha de fundo. Quase gol contra.

Aos 13 minutos, Niltinho recebeu pelo meio e chutou para grande defesa de Felipe Alves. Na cobrança de escanteio, Niltinho bateu, a zaga não afastou e Diego Giaretta completou para o gol. 2 a 0 aos 14 minutos. Quatro minutos depois, Roberto apareceu pela direita e cruzou, Jheimy subiu pelo meio e marcou de cabeça. 3 a 0.

O Oeste reagiu aos 20 minutos:, Crysan pegou o rebote pela esquerda e chutou forte. A bola explodiu no travessão e saiu. Com o adversário ainda atordoado, novamente quatro minutos depois, o Criciúma chegou à goleada. Aos 22 minutos, Jheimy começou a jogada pelo meio, tocou para Roberto na direita. Ele entrou em velocidade e cruzou para Caique Valdivia que marcou .

Com o adversário já perdido em campo, o Tigre poderia ter aumentado o placar: aos 34 minutos, Roberto arrancou e tocou para Pitbull pela esquerda, ele carregou pelo meio e abriu novamente para Niltinho que finalizou para fora. No final, a vitória garantiu a manutenção do emprego de Cavalo e devolverá a tranquilidade ao vestiário tricolor. O Tigre marcou e jogou com naturalidade em uma partida perfeita.

Campeonato Brasileiro – Série B – 25ª Rodada

13/09 – Terça – 20h30

CRICIÚMA

Luiz; Paulo Cézar Magalhães, Raphael Silva, Diego Giaretta e Niltinho; Barreto, Douglas Dodi, Felipe Guedes e Caique Valdivia (Ricardinho); Roberto (Andrew) e Jheimy (Adalgiso Pitbull); Técnico: Roberto Cavalo

OESTE

Felipe Alves; Felipe Rodrigues, Bruno Silva e Velicka (Marcus Vinícius); Daniel Simões, Renan Mota (Luis Felipe), Marquinho e Rodolfo (Pedro Carmona); Crysan, Mike e Ricardo Bueno; Técnico: Fernando Diniz

Arbitragem: Emerson Luiz Sobral; Auxiliares: Francisco Chaves Bezerra Júnior e Charles Rosas Pires (Trio de PE)

Gols: Douglas Dodi (9/1T), Diego Giaretta (14/2T), Jheimy (18/2T) e Caique Valdivia (22/2T)

Cartões Amarelos: Paulo Cezar, Niltinho e Douglas Dodi(C). Velicka e Luis Felipe (O)

Cartões Vermelhos: Não Houve

Público: 2.377
Renda: R$ 25.470,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Tiago Monte

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.