- PUBLICIDADE -

Medellín/Colômbia

O goleiro Danilo, herói da classificação da Chapecoense na semifinal da Copa Sul-Americana, está entre as pessoas resgatadas vivas do acidente aéreo com a delegação do time catarinense. Inicialmente, a Cruz Vermelha colombiana divulgou que o jogador não havia resistido aos ferimentos e falecido no hospital. Posteriormente, a entidade voltou atrás e recolocou o atleta entre os feridos que seguem sob cuidados médicos.

- PUBLICIDADE -

A tragédia ocorreu na madrugada desta terça-feira, na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. As autoridades colombianas confirmaram a morte de 75 pessoas.

Além de Danilo, outras cinco pessoas foram resgatadas com vida do acidente, sendo três jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, o goleiro Follmann e o zagueiro Neto. O jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Ximena Suarez completam a lista de sobreviventes. As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores.

Danilo vive a melhor fase da carreira. Durante as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o goleiro defendeu quatro cobranças na decisão por pênaltis contra o Independiente-ARG.

Já na semifinal contra o San Lorenzo-ARG, o goleiro salvou a Chapecoense no último minuto do jogo ao evitar um gol argentino em cima da linha. O empate por 0 a 0 na ocasião levou o time de Santa Catarina à final da competição.

Com informações do portal Uol

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.