Adolfo e Bertoldo Fey são os novos personagens do projeto histórias da indústria

- PUBLICIDADE -

A nova edição do programa Histórias da Indústria, da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), conta a trajetória dos irmãos Adolfo e Bertoldo Fey. O audiovisual, produzido pela TV Indústria SC, foi lançado na reunião de diretoria da Federação, na sexta sexta-feira (19), em Florianópolis.

 
O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, afirmou que é uma honra para a entidade incluir os dois grandes industriais na galeria da história da indústria. “Quando conversamos com o Adolfo e com o Bertoldo, eles têm planos. Estão sempre olhando para frente e querendo contribuir mais para o desenvolvimento de Santa Catarina. Esta é a têmpera, a força; é o que dá significado ao crescimento da indústria catarinense. Muito obrigado pela contribuição que vocês dão ao desenvolvimento do Estado”, afirmou, lembrando que além de todas as atividades na fábrica, eles acompanham o trabalho do SESI e do SENAI na região.

- PUBLICIDADE -

 
Adolfo, que ao lado do irmão agradeceu a dupla homenagem, lembrou que em maio a empresa completou 50 anos de fundação. Mas, nas palavras dele, faltou ânimo para fazer uma festa. “Avaliamos a piora econômica e financeira do Brasil, além dos mais de 12 milhões de desempregados nesse País (em maio) e numa hora dessas não fica fácil fazer uma comemoração”, afirmou. Segundo ele, a Metalúrgica Fey não demitiu trabalhadores, mas aqueles que saíram não foram repostos. “Mesmo assim, não deixamos passar totalmente em branco. Fizemos encarte no Jornal de Santa Catarina, contando a história resumida da empresa, e colocamos outdoors em Indaial, agradecendo a comunidade pelo apoio”, relatou. Também está em fase de finalização um livro sobre a trajetória da Fey.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.